Pelo menos oito crianças estão internadas em Minas com a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P). A doença rara, associada à Covid-19, já foi confirmada em 142 jovens com menos de 15 anos. Três mortes foram registradas.

Os óbitos ocorreram em Juiz de Fora e Barra Longa, na Zona da Mata, e em Esmeraldas, na Grande BH. 

N/A

INTERNADOS – Todos os pacientes com a síndrome infantil precisam ser hospitalizados em Minas

 

A idade exata e a cidade dos pacientes ainda em observação nos hospitais não foram informadas. 

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), outros 134 mineiros já tiveram alta. Há, ainda, 30 notificações suspeitas sendo investigadas. 

A maioria (46,9%) dos doentes tem menos de 5 anos. Os meninos foram os mais afetados e representam 61% do total. Além disso, 82,76% não apresentavam comorbidades. 

Os pacientes diagnosticados com a SIM-P podem apresentar quadro de insuficiência respiratória de forma grave, além de doença renal e insuficiência cardíaca agudas. 

Os principais sintomas são febre, manchas vermelhas na pele, conjuntivite, edema nos pés e nas mãos. Os pais devem ficar atentos a esses sinais – durante ou após o diagnóstico de Covid – e procurar um médico.

Registros

Os casos confirmados foram registrados em 52 municípios mineiros. A capital está no topo, com 47. Contagem, na Grande BH, aparece na sequência, com dez. Montes Claros, no Norte, e Uberlândia, no Triângulo, têm seis. Já Betim e Ribeirão das Neves, ambas na região metropolitana, cinco.

Leia mais:
Fiat apresenta novas versões Abarth para o cinquecento, vendido na Europa
Outros Quinhentos: Fiat lança versões apimentadas do 500 Abarth