Pesquisas sobre a gastronomia de Belo Horizonte irão para as páginas de um livro digital ainda neste ano. Coordenada pela Belotur, a ideia envolve a participação de estudantes e profissionais da área. A proposta busca fomentar a produção acadêmica sobre o tema e o turismo na metrópole. 

Os trabalhos acadêmicos e científicos poderão ser inscritos até 10 de maio. A expectativa é a de que o e-book esteja disponível em até um mês após o encerramento dos cadastros, prevê Marcos Boffa, diretor de Políticas de Turismo e Inovação da Belotur. O período é necessário para que os artigos sejam avaliados e selecionados.

Marcos Boffa destaca que o certame visa a incentivar contribuições sobre a culinária da capital no intuito de gerar conhecimento. “Que é importante tanto para a sociedade civil, no sentido de ampliar o sentimento de pertencimento por parte dos moradores, quanto para a parte acadêmica, que pode dialogar com seus pares e estabelecer pontes para futuros projetos de pesquisa”.

O gestor avalia ser a proposta também benéfica para o poder público, uma vez que o material pode embasar a elaboração de políticas para o setor.
Coordenador do curso de gastronomia das Faculdades Promove, Jackson Cabral acredita que a iniciativa vai estimular tanto os estudos na área quanto o turismo ao divulgar, além do trio “cachaça, queijo e pão de queijo”, a cozinha contemporânea, os restaurantes e chefes da cidade.

“É a pesquisa que traz inovação e pode influenciar a produção daqui para frente, mas ainda temos poucos pesquisadores na área. O projeto é excelente porque incentiva desde o aluno até a pessoa formada, sem contar que será um ótimo material de estudo para as faculdades”, diz.

O livro digital “Dos sabores aos saberes: discussões acerca da gastronomia em Belo Horizonte” é uma das ações da Belotur para a candidatura da capital a “Cidade Criativa da Gastronomia”, da Unesco. O dossiê de participação será entregue em junho

Expectativa

Para as gastrólogas Monique Campos Bertoldo, de 32 anos, e Joinglis Rosa Batista, de 24, graduadas no Promove em 2018, a chance de publicar o trabalho de conclusão de curso é um sonho. Elas vão submeter a pesquisa sobre “cozinha mineira e memórias gastronômicas” ao processo da Belotur. 

“Mostramos o resgate das tradições. Queríamos saber a sensação que a cozinha mineira traz para quem a experimenta. Percebemos, ainda, as variedades em BH. Aqui temos diversas formas de fazer o mesmo prato, dependendo da região de onde as pessoas vieram ou com quem aprenderam a receita, e isso faz diferença”, explica Monique.

Processo

Podem participar da seleção de propostas alunos de qualquer área do conhecimento e pessoas que já tenham concluído o ensino superior. No caso de quem tem o diploma, é preciso estar cadastrado na Plataforma Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ).

O edital está disponível neste link. As dúvidas sobre o processo podem ser enviadas para o e-mail licitacoes.belotur@pbh.gov.br.

Os trabalhos serão julgados conforme a originalidade, adequação do tema e da metodologia, factibilidade de execução do cronograma de pesquisa e peso do território de Belo Horizonte na produção.

*Colaborou Renata Galdino