A terceira e última fase da Campanha Nacional de Vacinação contra os vírus da gripe H1N1, H3N2 e Influenza B foi prorrogada até dia 30 de junho pelo Ministério da Saúde - a campanha inicial se encerraria no dia 5 deste mês. 

Belo Horizonte ainda não alcançou a meta de cobertura vacinal nesta etapa. Crianças de 6 meses a 5 anos de idade estão com cobertura de 40%. Também integram essa etapa pessoas com deficiência, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), adultos entre 55 e 59 anos de idade e professores das escolas públicas e privadas. A cobertura vacinal média dessa fase, até o momento, está em 25%, sendo que a meta é alcançar 90%.

Clique aqui e confira os centros de saúde e postos extras que participam da campanha de vacinação em BH.  

Considerando os públicos-alvo da primeira fase, pessoas acima de 60 anos e trabalhadores da saúde, a cobertura vacinal alcançou 121%. Da segunda fase, composta por portadores de doenças crônicas, motoristas de transporte coletivo, profissionais das forças de segurança e salvamento, caminhoneiros, funcionários do sistema prisional, população indígena, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, portuários e população privada de liberdade, a cobertura vacinal atingiu 116%.

A vacina não tem eficácia contra o Coronavírus, mas protege contra três tipos de vírus da gripe.

Leia também:
UFMG e Fiocruz desenvolvem teste mais preciso e barato para Covid-19
Pressão pelo retorno: alvo de ação judicial e sob críticas, PBH define hoje nova flexibilização
Santa Luzia implanta barreiras sanitárias após casos de Covid-19 dobrarem em 10 dias
Era dos balanços: pela primeira vez neste século, Cruzeiro deve mais do que o Atlético