Um sargento reformado da Polícia Militar (PM), de 47 anos, foi assassinado com seis tiros na porta de casa em São José da Lapa, na Grande BH, no fim da noite de quinta-feira (18). Ele estava colocando o lixo para fora de casa e contava com a ajuda da filha, de 8 anos, conforme a mulher dele contou aos policiais. A família mora no centro da cidade e, segundo a mulher do policial reformado, o crime ocorreu por volta das 21h50. Ela ouviu os tiros e correu para a porta da casa.

Lá, a mulher encontrou o marido caído na porta da residência. Um vizinho, que é policial e estava a paisana, socorreu Ronaldo Schuwenk Ferreira  ao Hospital Risoleta Tolentino Neves, na capital. Porém, o sargento, que há quatro anos era lotado no 36º Batalhão da Polícia Militar, acabou não resistindo aos ferimentos e morreu.

No trajeto até a unidade de saúde, o militar teria presenciado um Honda Civic, de cor prata, em alta velocidade e suspeitou de que o autor do crime estaria no veículo. No entanto, até o início desta manhã ninguém havia sido detido.

A Polícia Civil vai investigar o crime e a motivação do assassinato.