O atual secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos de Santo Antônio do Rio Abaixo, na região Central de Minas, é suspeito de ter assassinado a ex-companheira, de 28 anos, enquanto ela levada o filho do casal à farmácia, nessa terça-feira (2). O homem está foragido.

De acordo com a Polícia Militar, o bebê de três meses de idade era atendido no estabelecimento, localizado no Centro da cidade, por volta das 9h45, quando o pai da criança, que não aceitava o fim do relacionamento, chegou ao local de carro, e chamou a ex-mulher. Ela foi até o local e eles conversaram.

O homem, de 48 anos, questionou o por quê ele não poderia visitar o filho e ela, de acordo com testemunhas, afirmou que ele tinha essa possibilidade, desde que ficasse na porta da residência. Em seguida, a mulher que estava separada do suspeito há uma semana, entrou na farmácia.

Nesse momento, o homem sacou uma arma e deu dois tiros na vítima, que caiu ao solo. Ele fugiu. Uma ambulância do município socorreu a jovem, mas ela morreu antes mesmo de chegar ao hospital.

Após o crime, o homem foi à casa de outra ex-mulher, com quem ele tem outros dois filhos, deixou o carro estacionado em frente ao imóvel e fugiu. Os militares foram a diversas casas, incluindo a da ex-mulher, de cunhados e da vítima do assassinato, mas ele não foi localizado. 

Ainda conforme a PM, uma terceira mulher, atual namorada do homem, relatou que recebeu mensagens do suspeito logo após o crime. No texto, ele afirmava que tinha "matado a mulher". O veículo do homem foi apreendido. A arma utilizada não foi encontrada.

Os militares foram informados que o suspeito trocou de número de celular. A informação deverá ajudar na investigação.

O caso foi encaminhado para a Polícia Civil, que instaurou inquérito. "Testemunhas serão ouvidas e o suspeito interrogado nos próximos dias. Mais informações serão repassadas em momento oportuno para não atrapalhar as investigações", informou, em nota.

O Hoje em Dia entrou em contato com a Prefeitura de Santo Antônio do Rio Abaixo sobre a permanência do homem no cargo e aguarda um posicionamento.

Leia mais:
Distribuição do 6º lote de vacinas contra Covid prioriza cidades da Onda Roxa
Direito reconhecido: STF crava auxílio-doença na carência e ações de aposentadoria ficam mais ágeis
IFMG abre 4 vagas para professor substituto nas cidades de Betim e São João Evangelista