A Polícia Civil e a Polícia Militar seguem buscando o suspeito de estuprar, matar e arrancar o coração de uma menina de 10 anos em Buenópolis, na região Central de Minas. O delegado responsável pelo caso segue ouvindo parentes, vizinhos e possíveis testemunhas do caso, que chocou a cidade na última semana.

Segundo informou a Polícia Civil, as investigações apontam que ele ainda está próximo à cidade e as buscas foram intensificadas entre Buenópolis e Bocaiuva. Uma novidade é o fato do suspeito, Jairo Lopes, de 42 anos, já ter tentado manter contato com a família da vítima anteriormente, rondando a casa da família e estabelecendo contato com o pai.

A Polícia ainda aguarda a finalização dos laudos que indicarão a causa da morte, possibilitará a comparação do material genético encontrado no corpo da criança e o laudo da polícia local.

Leia mais

Menina assassinada e estuprada em Buenópolis teve o coração arrancado
Polícia intensifica buscas por suspeito de estuprar e matar menina de 10 anos em Buenópolis
Suspeito de estuprar, matar e arrancar coração de criança está cercado pela polícia

 

Relembre

O corpo da criança foi encontrado em uma estrada próxima à fazenda Bom Jardim, na zona rural da cidade. Ela estava desaparecida desde a última quarta (1º), quando foi vista a caminho da escola. No dia seguinte, o suspeito não foi mais visto, sendo considerado foragido.

A menina apresentava sinais de violência sexual e física. Havia uma perfuração no estômago e o coração foi arrancado. O corpo foi examinado no Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte e material genético foi coletado.

Apontado pela Polícia Civil (PC) como principal suspeito do caso, Jairo, que usava nome falso, é foragido da Justiça de Montes Claros, onde responde por homicídio, estupro e roubo. Ele era vizinho da vítima e possui uma tatuagem no peito do lado esquerdo e uma outra no braço direito.