O segundo dia de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, ocorrido nesse domingo (24), teve abstenção recorde de 57,8% em Minas Gerais. O índice é maior do que a média nacional e do que a taxa registrada na primeira etapa do certame (52,8%), em 17 de janeiro.

Conforme dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelas provas, dos 568.560 candidatos que se inscreveram para os testes no Estado, 328.747 pessoas acabaram não comparecendo aos locais de aplicação na segunda fase.

Já outros 239.813 estudantes fizeram a prova, o que corresponde a 42,2%.

Os números são maiores do que a média nacional, que ficou em 55,3%. Em todo o país, 5.523.029 alunos se cadastraram para fazer o Enem, mas a maioria não cumpriu o combinado e faltou: 3.052.633 ausentes.

Veja:

Brasil (segundo domingo)
5.523.029 inscritos;
2.470.396 presentes (44,7%);
3.052.633 ausentes (55,3%).

Minas (segundo domingo)
568.560 inscritos;
239.813 presentes (42,2%);
328.747 ausentes (57,8%).

Durante coletiva de imprensa após o encerramento do Enem, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, lembrou que houve abstenção alta, mas celebrou o comparecimento de 44,7% dos inscritos. "Você assegurar, no meio da pandemia, que mais de 5 milhões pudessem fazer a prova e que mais de 2 milhões fizessem é uma vitória para o Brasil, no sentido de conseguir entregar essa oportunidade aos jovens", disse.

O Estado com o maior índice de abstência foi Roraima, no Norte do país: 63,5%. Lá, dos 16.837 inscritos, apenas 36,5% dos candidatos compareceu para fazer a prova.

Importante relembrar que não houve aplicação no Amazonas e nos municípios rondonienses de Espigão D’Oeste e Rolim de Moura. Com isso, 164.380 inscritos não fizeram o exame, que deverá será aplicado para eles em 23 e 24 de fevereiro. 

Primeiro domingo

Os números de abstenção nesse domingo (24) em Minas são também maiores do que os do próprio Estado na semana passada, quando houve o primeiro dia de aplicação do exame. Segundo o Inep, no domingo passado (17), dos 568.560 candidatos, 300.037 (52,8%) não fizeram a prova. Veja:

Minas (primeiro domingo)
568.560 inscritos;
268.523 presentes (47,2%);
300.037 ausentes (52,8%).

Brasil (segundo domingo)
5.523.029 inscritos;
2.680.697 presentes (48,5%);
2.842.332 ausentes (51,5%).

Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio é aplicado anualmente pelo Inep desde 1998. A estrutura do exame é composta por uma redação e 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; e Matemática e suas Tecnologias.

Conforme o instituto, os gabaritos das questões objetivas da versão impressa do exame serão divulgados até o terceiro dia útil após a realização das últimas provas. A expectativa, então, é a de que os participantes conheçam as respostas nesta quarta-feira (27).

Além da realização do exame impresso, o Inep aplicará, pela primeira vez, o Enem Digital, o que ocorrerá em 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Nesse domingo (24), em todo o país, foram aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, e Matemática e suas Tecnologias. A prova regular teve duração de cinco horas, enquanto a videoprova em Língua Brasileira de Sinais (Libras), sete 7 horas.

Em Minas, o exame foi aplicado em 1.383 locais de prova e 21.067 salas em 188 municípios.

Leia mais:
Confira o gabarito extraoficial do segundo dia de provas do Enem
Estudantes podem pedir reaplicação do Enem a partir desta 2ª; pedido deve ser feito pela internet
Mulher morre em acidente entre moto aquática e lancha no Lago de Furnas, no Sul de Minas