Integrante da equipe de segurança da Câmara Municipal de Belo Horizonte, José Rogério dos Santos, de 41 anos, foi encontrado morto na tarde desta terça-feira (13). O corpo dele estava dentro da lagoa de uma fazenda em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana.

De acordo com o boletim de ocorrência, o corpo foi retirado da lagoa pelo Corpo de Bombeiros e havia uma perfuração na testa, provocada possivelmente por arma de fogo. Às 20h50, a ocorrência ainda não havia sido concluída pela equipe da Polícia Militar.

A Polícia Civil informou que não havia recebido a ocorrência, mas que o corpo chegou ao Instituto Médico Legal (IML) durante a noite. Somente após a investigação será possível averiguar se esse foi um caso de homicídio ou suicídio.

De acordo com publicações de familiares em redes sociais, José Rogério estava desaparecido desde segunda-feira (12). A filha dele nasceu no último domingo (11). 

A Câmara Municipal de Belo Horizonte informou que “lamenta profundamente a morte prematura do funcionário José Rogério dos Santos, um profissional dedicado e competente que trabalhou na instituição por dez anos”. A casa legislativa ofereceu solidariedade aos familiares e amigos da vítima.