Uma reunião entre a Polícia Militar e a reitoria da UFMG deve definir formas para enfrentar a onda de violência dentro do campus Pampulha. Assaltos à mão armada e arrombamentos de carros tem sido frequentes no local.

O encontro, marcado para esta sexta-feira (25), definirá que tipo de reforço policial será implantado. Uma das possibilidades é um grupo da Bike Patrulha, em que policiais fazem rondas de bicicleta. 

O major Fábio Almeida, comandante da 17ª Cia da PM e responsável pela região, explica que será avaliada a proposta mais adequada para a universidade.

"São vias públicas. Não há restrição de policiamento (da PM) lá. O que cabe apenas à Polícia Federal é a investigação dos crimes", explica.

Cuidados

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFMG publicou nota na página do Facebook alertando os alunos sobre os riscos mais comuns. 

"Evitem andar sozinhos, em especial em horários de menor movimento. Guardem seus objetos de valor de forma a dificultar seu acesso e visualização. Evitem andar com celular na mão ou com fones de ouvidos conectados", informou o texto.

A reitoria da UFMG foi procurada pela reportagem mas não se posicionou até o momento.