Uma festa de família terminou em tragédia na madrugada deste domingo (30), no bairro Rosarinha em Santa Luzia, na Grande BH. Seis pessoas, entre elas uma mulher e seus dois filhos, foram baleadas. A Polícia Militar suspeita que o crime ocorreu por vingança, já que, alguém que estava na confraternização poderia estar envolvido no assassinato de um técnico em enfermagem ocorrido há cinco dias no mesmo bairro.
 
Segundo à polícia, a festa acontecia em uma casa na rua B, quando, por volta de meia-noite, dois homens chegaram em uma motocicleta e, armados, efetuaram vários disparos aleatórios. Os tiros acertaram Jureide Costa Aguiar de Souza, de 46 anos, e seus filhos, Arley Aguiar da Souza, 19, e um adolescente, 17, além de Ana Flávia Ribeiro da Cruz, 33, Graziele Souza de Oliveira Aguiar, 30, e um garoto de 16. Após o crime, os suspeitos fugiram e não foram mais localizados.
 
Graziele e o adolescente mais jovem foram baleados na cabeça, sendo socorridos e encaminhados ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, na capital mineira. As demais vítimas foram alvejadas em seus respectivos glúteos. Todas foram levadas para o Hospital Risoleta Tolentino Neves, mas não correm risco de morte.
 
Vingança
 
As vítimas disseram à polícia que os criminosos teriam atirado contra eles porque um homem, que não teve o nome revelado por elas, mas que estava na festa, teria participado da morte do técnico em enfermagem Jésus Gabriel do Nascimento, de 49 anos. Na noite da última quarta-feira (26), o enfermeiro, que participava de uma festa junina no mesmo bairro, foi até a esquina das ruas A e Dezenove, onde começou a urinar. No local, estavam várias pessoas, sendo que, uma delas começou a discutir com Jésus pelo seu ato. Irritado, este homem sacou uma arma e disparou várias vezes contra ele, que morreu na hora. O suspeito fugiu e até este domingo (30) ainda não havia sido preso pela polícia.