As regiões do Vale do Aço e do Sudeste regrediram para a onda Vermelha do programa Minas Consciente, do governo do Estado. Dessa forma, a recomendação para as cidades que ficam nessas regiões é de fechamento de todo o comércio não essencial.

Dessa forma, neste momento, seis das 14 macrorregiões de saúde de Minas passam a ter autorização para funcionamento apenas de serviços essenciais, como farmácias, padarias e supermercados. Além disso, a região Noroeste deixou a onda Verde e passou para a onda Amarela (intermediária).

Apenas a região Norte avançou, juntando-se ao Triângulo do Norte e ao Triângulo do Sul na onda verde, a mais flexível do plano. As mudanças passam a valer no próximo sábado (12).

A alta de 39% na taxa de incidência do vírus no estado, nos últimos sete dias, foi um dos principais motivos para o retrocesso, segundo o governo.