O governador Antonio Anastasia assinou nesta sexta-feira (17) em Governador Valadares o projeto de lei que inclui a cidade e outras 67 municípios do Vale do Rio Doce ao Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene). Com a inclusão, serão 258 os municípios com acesso a projetos e programas destinados à cidades carentes, com menos burocracia e mais agilidade.

O Idene é uma autarquia do Estado, um órgão público que cuida do desenvolvimento de cidades do Vale do Jequitinhonha e Mucuri. E agora, atendendo a uma reivindicação antiga de prefeitos do Vale do Rio Doce, o inclui na sua jurisdição. Na prática, a inclusão significa que ações e programas como o Travessia e Água para Todos poderão também ser desenvolvidos e implantados nestes municípios.
 
“Fizemos isso reconhecendo a necessidade que tem o Rio Doce de um olhar mais diferenciado por parte do governo, na medida que muitos municípios da região, especialmente os menores, tem hoje dificuldade de desenvolvimento”, diz o governador. Segundo Anastasia, as cidades contempladas anteriormente já alcançaram melhores índices de desenvolvimento, escolaridade e saúde.
 
Com a inclusão do do Rio Doce, a Secretaria de Desenvolvimento do Norte, Mucuri e Jequitinhonha muda de nome, passando a ser da Integração do Norte e Nordeste do Estado. Uma diretoria regional será implantada em Valadares para permitir que os municípios da região possam ser melhor assistidos e participar dos programas. A expectativa do governador é que o projeto seja encaminhado à Assembleia Legislativa esta semana, aprovado e a região incluída ao Idene ainda este ano.
 
O prefeito de Conselheiro Pena, Roberto Balbino (DEM), também presidente da Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Doce (Ardoce), Roberto Balbino (DEM), comemora a iniciativa. Ao falar em nome dos cerca de 70 prefeitos presentes à assinatura do projeto, agradeceu ao deputado José Bonifácio Mourão (PSDB) pelo esforço e conquista e elencou os benefícios da inclusão para os municípios, como a de  receber e transferir incentivos. “Hoje é proibido empregar tratores e outras máquinas do município em propriedades particulares, mas com a inclusão ao Idene, os produtores rurais serão beneficiados”.
 
Mulheres do Lions Clube da Ilha dos Araújos estiveram no evento distribuindo panfletos e laços em alusão à luta contra o câncer, o Outubro Rosa.