O Sistema de Alerta Contra as Enchentes em Caratinga, no Leste de Minas, foi ativado e até o final do período chuvoso vai funcionar 24 horas por dia. A população é orientada a ficar atenta aos avisos e sinais que podem surgir também nas residências, no asfalto ou em barrancos. A precaução é pautada em recente estudo feito por uma equipe do governo federal que identificou 15 áreas de “alto risco” e “muito alto risco” na cidade.

O secretário de Defesa Social e responsável pela Defesa Civil Municipal, Paulo Calegar, disse que embora não haja motivos para pânico, manter-se em alerta reduz os riscos e evita tragédias. 
 
Na madrugada de 28 de novembro, choveu 89,5 milímetros em Caratinga, o suficiente para o registro de 24 boletins de ocorrência, entre deslizamentos de barrancos, enxurradas e danos em residências. A represa de um condomínio residencial estourou, agravando a situação. 
 
Um dos problemas mais comuns na cidade são os deslizamentos de terra. “Árvores inclinadas e rachaduras em imóveis também merecem atenção”, observou o secretário. Com o Sistema de Alerta ativado, a população pode ligar para os números (33) 3329-8043 ou 199 e saber sobre as previsões de chuva para a cidade, dicas contra situações de risco e solicitar a visita de equipes para vistorias. 
 
Sistema
 
O sistema de alerta contra enchentes da cidade é considerado modelo pela Defesa Civil do Estado. Réguas de medição instaladas no rio Caratinga, sirenes e estações telemétricas instaladas na cabeceira do rio auxiliam no trabalho da Defesa Civil.
 
Com a tecnologia, é possível obter todas as informações climáticas na região em tempo real, desde temperatura, volume de chuva e nível do rio. O sistema foi instalado em dezembro de 2004, após duas enchentes consecutivas.