O site da Prefeitura de Belo Horizonte foi invadido por hackers pelo segundo dia consecutivo e tirado do ar nesta quarta-feira (9). Em nota, a administração municipal informou que, como ocorreu anteriormente, nenhum dado foi perdido ou vazado e que o portal ficou "poucos minutos no ar". 

Uma ação semelhante foi registrada nessa terça-feira (8). Nos dois casos, os invasores criticavam a gestão do chefe do Executivo. "Prefeito Kalil, todas as suas ações como gestor de uma das maiores capitais brasileiras serviram para o fim de manter burocracias e destruir a economia".

No dia em que Kalil anunciou a ampliação dos horários de bares e restaurantes na capital, os autores também reclamaram da gestão do político em meio à pandemia do coronavírus. "Os empresários de Belo Horizonte te amaldiçoam. Fechar os comércios não faz de você um salvador de vidas, mas um parasita que tira a comida de todos que dependem do próprio trabalho e não da política".  

Ainda de acordo com a prefeitura, um representante da área de segurança da Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel) registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Crimes Cibernéticos. "Foi entregue um relatório preliminar de 26 páginas sobre as páginas do portal afetadas, informando também o que foi postado nas mesmas. 

A equipe da Prodabel também está levantando dados que possam auxiliar na identificação dos possíveis autores.

Leia Mais:
Kalil anuncia volta às aulas presenciais no ensino fundamental em BH a partir do dia 21
Bares e restaurantes de Belo Horizonte poderão funcionar até a madrugada no Dia dos Namorados
Protesto: grupo de pais, professores e médicos pede retorno das aulas presenciais em BH