A Polícia Civil abriu inquérito, nessa terça-feira (6), para investigar um site que usava indevidamente o nome da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes de Contagem (Transcon), na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), para realizar leilões de automóveis que, supostamente, estariam no pátio da autarquia. O caso foi descoberto após uma vítima do golpe ter procurado a Transcon.

De acordo com a empresa de trânsito, o portal é inverídico, não tem vínculo com a autarquia e se utilizou dos nomes citados para entregar “uma falsa credibilidade aos compradores dos veículos”, bem como publicou bens com valores abaixo do mercado, também com a finalidade de atrair interessados. Até o fim da tarde desta quarta, o site ainda continuava no ar.

O golpe foi descoberto após um um morador de Muriaé, na Zona da Mata, ter entrado em contato com o órgão, alegando ter comprado um carro em um leilão on-line, mas sem ter recebido o automóvel. A TransCon reforçou que o último pregão realizado pela autarquia ocorreu em outubro de 2019. “O site é falso. A TransCon não está efetuando leilão de nenhum veículo no momento e não há previsão para voltarmos com essa atividade”, informou Luís Felipe Calazans, representante jurídico do órgão.

Em nota, o TJMG explicou que o uso indevido da logomarca do tribunal em site não-credenciado, tendo como finalidade a prática de golpes, constitui, em tese, crime. “Essas tentativas fraudulentas são do conhecimento do Centro de Segurança Institucional (Cesi) do Tribunal, que vai solicitar as providências cabíveis à Polícia Judiciária”, disse.

Segundo a Polícia Civil, pessoas que tenham sido vítimas desse golpe devem registrar uma ocorrência na delegacia mais próxima (veja endereços aqui). “A investigação segue na 2ª Delegacia de Polícia Civil em Contagem, mas o acionamento poderá ser feito em qualquer unidade policial”, declarou, em nota.

Leia mais:
Com 3 quilos de cocaína amarrados na barriga, homem é preso no Aeroporto Internacional de BH
Conselho de Ética da Câmara aprova suspensão do mandato do deputado federal Daniel Silveira
Covid-19: Anvisa prorroga regras especiais para medicamentos e vacinas