Subiu para 15 o número de crianças feridas no capotamento de um ônibus de turismo que saiu de Belo Horizonte com destino ao litoral Sul do Espírito Santo. O acidente foi nesse sábado (2), em uma rodovia capixaba. Quatro pessoas, incluindo o motorista do ônibus, morreram, e outras 45 ficaram feridas.

A atualização no número foi repassada pelo Hospital Infantil Francisco de Assis, em Cachoeiro do Itapemirim (Espírito Santo - ES), neste domingo (3). Inicialmente, foi divulgado que 13 crianças deram entrada na instituição após o acidente. O número, entretanto, chegou a 15.  

Segundo o hospital, destas 15 crianças feridas, uma continua em estado grave, internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Outra foi atendida e recebeu alta.

As famílias envolvidas no acidente e a seguradora da empresa de turismo não autorizaram o repasse de dados sobre boletins médicos dos internados. 

26 adultos recebem alta

A Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro confirmou, nesta manhã, que 26 adultos foram liberados após atendimento médico no sábado. Logo após o acidente, a unidade de saúde recebeu 33 feridos. 

Dentre as sete pessoas que continuam internadas, três passaram por cirurgia e seguem em observação. O estado de saúde detalhado delas não foi divulgado.

A reportagem entrou em contato com a empresa LV Turismo, responsável pelo transporte do ônibus, sem sucesso. 

O acidente

O ônibus de turismo seguia pela rodovia Gumercindo Moura Nunes (ES-164) quando, segundo a Polícia Militar do Espírito Santo, o motorista perdeu o controle da direção, chocando-se contra árvores. O veículo capotou e parou tombado na pista, por volta das 13h, na altura do KM 14. 

Com o acidente, 45 pessoas ficaram feridas e outras quatro morreram, duas delas crianças. Segundo o Corpo de Bombeiros, o trecho onde ocorreu o capotamento, localizado no município de Soturno - entre Cachoeiro do Itapemirim e Vargem Alta -, é conhecido como Curva da Morte. 

O ônibus seguia com destino à praia de Itaoca. De acordo com a LV Turismo, o ônibus estava registrado e tinha autorização e seguro para viajar. Esta foi a primeira vez que o veículo realizou a rota.

(Com Daniele Franco)

Leia mais:

Acidente com ônibus de turismo mineiro deixa pelo menos quatro mortos e 15 crianças feridas no ES