A dengue foi responsável pela morte de 150 pessoas em 46 municípios de Minas, neste ano, informou a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). Outros 94 óbitos permanecem sob investigação para a doença.

Até esta segunda-feira (21), o Estado registrou 482.827 casos prováveis de dengue. As cidades que registraram o maior número de mortes confirmadas pela doença foram Belo Horizonte (com 29 óbitos), Betim (18) e Uberlândia (20).

Febre chikungunya e zika

Em relação à febre chikungunya, Minas registrou 2.780 casos prováveis da doença em 2019, com um óbito confirmado, em Patos de Minas, e outro sob investigação. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela secretaria, as cidades de Pirapora e Muriaé foram as que registraram os maiores números de amostras positivas para a doença nos dois últimos meses – 84 e 58, respectivamente. Foram registradas 1.083 amostras positivas em 137 municípios.

Já sobre a zika, foram registrados 756 casos prováveis da doença em 2019. Até o momento, 55 amostras foram positivas na sorologia para a doença em 24 municípios. Em BH e Uberlândia, foram confirmados 11 casos em cada cidade.

Leia mais:
Sobe para 29 o número de mortes por dengue em BH; capital teve 114 mil casos confirmados