Um homem foi assassinado pelo próprio sobrinho, com cortes no pescoço feitos por uma garrafa quebrada, na noite de segunda-feira (12), no bairro Pindorama, na região Noroeste de Belo Horizonte. O autor do crime, de 33 anos, seria usuário de drogas. 

De acordo com a Polícia Militar, a vítima, de 46 anos, foi encontrada sem vida, coberta de sangue, no quarto da casa onde vivia, na rua Celso da Cunha Pereira, por volta das 19h. No local, havia diversas garrafas de cerveja quebradas e caídas ao chão. 

A perícia apurou que a vítima morreu após receber um corte profundo no lado direito do pescoço e outro, menor, no lado do esquerdo da mesma região. Na casa, foram recolhidos uma barra de ferro e um gargalo de garrafa, que podem ter sido utilizados no crime. A morte foi constada por um médico do Samu. 

Em contato com os militares, familiares da vítima afirmaram acreditar que o autor do crime seria o sobrinho do homem. Ainda segundo eles, o agressor é "violento e perigoso" e que esse teria ameaçado toda a família para conseguir manter o consumo de drogas. O suspeito ainda teria fugido e se escondido na casa do avô após ter furtado a casa da namorada.

Por fim, um vizinho da residência afirmou à PM que ouviu a briga na casa e viu o autor saindo às pressas do imóvel.

Durante patrulhamento, militares encontraram o suspeito do crime na rua Chopotó, no mesmo bairro. Ele foi detido. Como estava com um ferimento no couro cabelo, foi levado ao Hospital Municipal Odilon Behrens e, em seguida, para a Central de Flagrantes da polícia.

À PM, o autor do crime afirmou que agiu em legítima defesa e que aproveitou o momento que a vítima caiu para quebrar uma garrafa e usá-la contra o tio.