A Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) investiga a origem do celular encontrado em uma cela da Penitenciária Francisco Sá, na cidade de mesmo nome, no Norte de Minas. Conforme o órgão, o aparelho telefônico foi localizado na última sexta-feira (10), durante revista de rotina realizada pelos agentes penitenciários da unidade.
 
Desde junho deste ano, o goleiro Bruno Fernandes de Souza, condenado a 22 anos de prisão por encomendar a morte de sua ex-amante, a modelo Eliza Samudio, está recluso na penitenciária. No entanto, conforme a Suapi, o celular estava na cela de um detento identificado com Francielio Pereira dos Santos, de 31 anos, não tendo nenhuma relação com Bruno.
 
Por meio de nota, o órgão disse que o detento esta sendo ouvido pela Comissão Disciplinar da unidade prisional e poderá sofrer sanções administrativas. Além disso, "a Polícia Militar foi acionada para lavrar o boletim de ocorrência e a Polícia Civil vai apurar o fato. A penitenciária também instaurou um procedimento interno e tomará as medidas administrativas cabíveis", disse trecho da nota.
 
Cela
 
A Penitenciária Francisco Sá tem celas individuais. O local mede seis metros quadrados, possui uma cama de alvenaria, um colchão, um vaso sanitário, pia com torneira e chuveiro. Na unidade, todos os presos recebem alimentação balanceada com acompanhamento por nutricionistas. Café da manhã: 7h; Almoço: 11h; Café da tarde: 14h; Jantar: 17h. Na unidade, não há sinal de tv.