O Sistema Único de Saúde (SUS) passou a disponibilizar em todas as Unidade Básicas (UBS) a vacina ACWY (conjugada) para adolescentes de 11 e 12 anos de idade. Portanto, o Calendário Básico de Vacinação foi ampliado com a vacina contra as meningites A, C, W e Y. 

Segundo a coordenadora Estadual do Programa de Imunizações da SES-MG, Josianne Dias Gusmão, a escolha deste grupo alvo para receber a vacina aconteceu considerando a gravidade da doença e o estado de portador dos adolescentes.

“Os programas de imunização geralmente têm como alvo as populações consideradas de maior risco para desenvolvimento da doença, ou a prevenção do estado de portador. A partir de evidências, considerando a implementação e continuidade das estratégias de vacinação contra as Doenças Meningocócicas (DM), o SUS passa a disponibilizar a vacina meningocócica ACWY (conjugada) para estes adolescentes”, explicou Josianne Dias Gusmão.

O objetivo do Ministério da Saúde é vacinar um percentual igual ou maior a 80% dos adolescentes nesta faixa etária no país. Isso corresponde a 5.621.137 pessoas. Em Minas, são 337.893 adolescentes com 11 anos e 347.407 com 12 anos, totalizando 685.300 jovens que devem receber a vacina no Estado.

Atualmente, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) disponibiliza pelo SUS, no Calendário Básico de Vacinação, as vacinas que protegem contra vários agentes causadores de meningite. São elas: A BCG (Meningite Tuberculosa), a Tríplice Viral (Meningite por sarampo e caxumba), a Pentavalente (meningite por Haemofilos influenzae b em crianças abaixo de 5 anos), meningocócica C conjugada e vacinas pneumocócicas conjugadas 10 valente (meningite pneumocócica – 10 tipos).

Tais vacinas são consideradas de interesse prioritário à saúde pública brasileira, uma vez que protegem contra os principais tipos das Doenças Meningoócicas (DM).

esquemavacinal


A doença
A meningite é uma doença definida pela inflamação das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, chamadas meninges, e pode ser causada por bactérias, vírus, fungos ou parasitas.

Os sintomas da meningite podem surgir de forma repentina e se caracterizam por febre, dor de cabeça, rigidez ou dor no pescoço, náuseas e vômitos. Manchas avermelhadas também podem surgir nas formas mais graves da doença, além de confusão mental, sonolência e dificuldade para acordar.

Historicamente, a incidência da DM é mais alta entre crianças menores de um ano, com um segundo pico, em adolescentes e adultos jovens. Após a introdução da vacina meningocócica C conjugada, em 2010, ocorreu uma importante redução dos coeficientes de incidência (CI) de DM do sorogrupo C nos grupos etários alvo da vacinação.