A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Justinópolis, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, está fechada desde a manhã deste domingo (1) após uma adolescente de 14 anos procurar ajuda no local com suspeita de sarampo.

Levando-se em conta este registro e o ocorrido no sábado, em Venda Nova, sobem para ao menos 80 o total de casos investigados em BH pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) de Minas Gerais. Na sexta-feira, a pasta informou que investigava 78 casos suspeitos.

Tão logo a adolescente procurou a UPA em Justinópolis, por volta das 9h30, funcionários da unidade determinaram o bloqueio do local, como exige o Ministério da Saúde: "O protocolo prevê a suspensão de admissão de novos pacientes, verificação da situação vacinal de todas as pessoas que estão dentro da unidade e aplicação de doses para quem ainda não foi imunizado". 

"Uma equipe (de especialistas) está se dirigindo para a UPA para fazer o diagnóstico. Sendo comprovado, a paciente será transferida par um hospital. Trata-se do primeiro caso suspeito em Ribeirão das Neves", informou Adaiana Rodrigues, superintendente de Urgência e Emergência da Secretaria Municipal de Saúde da cidade.

Até o momento, a Secretaria de Estado de Saúde confirmou quatro casos de sarampo em pessoas que moram em Minas.

Os pacientes residem nas cidades de Betim (a suspeita é que o homem contraiu a doença na Europa, onde esteve recentemente), Contagem (trata-se de um rapaz que veio para Minas Gerais de Pernambuco), Belo Horizonte (o bebê de 1 ano esteve em Carmópolis de Minas e em Contagem) e novamente na capital mineira (a adolescente de 13 anos esteve em Porto Seguro e Almenara).

Nesta semana, o Hoje em Dia revelou que falta vacina contra sarampo em algumas cidades da Grande BH. Para repor o estoque, a SES garantiu que recebeu 146 mil doses extras da tríplice viral, que além do sarampo, protege também contra caxumba e rubéola.  

Só em agosto, o protocolo do sarampo já foi adotado 22 vezes nas unidades do SUS em BH. 

Leia mais:
Suspeita de sarampo fecha UPA Venda Nova neste sábado
Casos suspeitos de sarampo sobem 40% em Minas e confirmações podem dobrar
Ala do hospital São Camilo é fechada após internação de paciente com suspeita de sarampo