O conflito entre uma das lideranças da Ocupação Vitória e um homem de 23 anos - apontado como gerente do tráfico de drogas no local - está sendo apontado pela Polícia Civil como a motivação para o crime.

Investigações apontam que Ricardo Freitas, mais conhecido como Kadu, foi executado a tiros, na noite do dia 22 de novembro do ano passado, no bairro Granjas Werneck, na região Norte, após discutir com o suspeito.

De acordo com levantamentos, a rivalidade entre vítima e suspeito teria começado depois que Ricardo, à época com 36 anos de idade, chamou a atenção de um adolescente que vendia drogas na porta da Associação de Moradores da Ocupação.

A polícia apurou que o suspeito reunia adolescentes no local para vender a droga por ele repassada.No dia do crime, Ricardo, acompanhado de um amigo, estava chegando de carro na Ocupação quando se deparou com um grupo, composto pelo suspeito e outros adolescentes.

Como na entrada do local existe uma barricada montada pelos moradores, a vítima parou o veículo neste ponto e, em tom de brincadeira, perguntou se o grupo estava ali para cobrar pedágio.

Irritados com a pergunta, os jovens iniciaram uma série de disparos de arma de fogo contra a vítima, que chegou a ser socorrida, porém não resistiu aos ferimentos. Durante ação criminosa, o amigo de Ricardo também foi atingido na cabeça, mas sobreviveu.O suspeito foi preso no dia 8 de fevereiro durante o Carnaval na cidade de Bom Jesus do Galho, Vale do Rio Doce.

Confira tributo realizado pelas Brigadas Populares ao amigo morto: