O suspeito de atropelar e matar seis pessoas em Belo Oriente, na região do Vale do Rio Doce, deveria se apresentar no fim desta segunda-feira (19) à Polícia Civil (PC). A informação foi confirmada pelo delegado Thiago Alves, responsável pela investigação do caso. A apresentação do empresário e ex-secretário de Obras da cidade, Newton Paiva da Silva, de 55 anos, foi combinada pelo seu advogado diretamente com o delegado. Porém, de acordo com um investigador da PC, o acordo não foi cumprido.
 
A tragédia ocorreu na noite sexta-feira (18), na LMG-758, KM 63, quando outras seis pessoas também ficaram feridas. A suspeita é que na direção do veículo estava o ex-secretário de Obras da cidade. O homem teria abandonado o carro logo após o acidente e omitido socorro às vítimas.
 
Nesta segunda-feira, a Polícia Civil (PC) também começou a ouvir vítimas e testemunhas do acidente. Segundo o delegado, algumas vítimas disseram em depoimento que Silva estava em alta velocidade e havia desviado de uma carreta durante uma ultrapassagem. Nesse momento, o empresário teria perdido o controle da direção e o carro, um Ford Fusion, atingiu as vítimas fatais que estavam sentadas em frente a uma residência às margens da rodovia. Outras pessoas relataram não se lembrar da dinâmica do acidente. No carro do suspeito, a perícia encontrou munição calibre 38.
 
Além de abandonar o carro, que bateu em uma árvore após o acidente, Silva não prestou socorro aos passageiros do veículo que dirigia: Maria das Graças Paranha, 48, Breno Barbosa, 12, João Moreira de Souza, 57 e Márcio Renan de Assunção, 11.
 
Morreram no acidente: Eni Aparecida de Assis, 46, Maria Gomes Roque, 67, Irani Simões Bittencourt, 39, Ana Letícia Simões Ferreira, 16, Ronaldo Ferreira, 33 e Maria Piedade de Assis, 65. Os corpos foram enterrados no distrito de Barro Branco.
 
O ex-secretário pode responder pelos crimes de homicídio com dolo eventual (quando se assume o risco de matar) ou culposo, quando não houve a intenção de morte, além de porte ilegal de munição.
 
Atualizada às 20h38.