Um homem de 37 anos, preso por receptação e tráfico de drogas, foi apresentado na manhã desta quarta-feira (26) pela Polícia Civil de Minas Gerais. A prisão foi no último domingo (23). Ele foi descoberto após anunciar um notebook roubado na internet. 

 “Uma das vítimas que teve seu carro arrombado compareceu à delegacia, alegando que o seu notebook supostamente estaria sendo anunciado em site. De posse dessas informações, a Polícia Civil de Minas Gerais fez um rastreamento desse vendedor, qualificou o suspeito e, posteriormente, solicitou junto ao Poder Judiciário o mandado de busca e apreensão”, informou a delegada Cristiana Angelini, que coordenou as investigações.

Segundo a delegada, o suspeito agia sempre da mesma forma. "Ele, junto com o comparsa, até o momento não identificado, estacionavam um veículo, supostamente furtado por eles, ao lado de outro veículo a ser furtado. Enquanto um suspeito ficava na direção, o outro descia e, de posse de uma chave mixa, arrombava os carros, subtraindo todos os pertences da vítima”, contou.

As investigações ainda dão conta de que o homem é perito em arrombamentos de carros, chegando a cometer cerca de 10 arrombamentos por dia na capital mineira. Ele já possui condenação de nove anos e oito meses por furto mediante arrombamento, na cidade de Conselheiro Lafaiete, e se encontrava em liberdade provisória.

No momento da prisão, durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão, ele se preparava para realizar uma viagem de final de ano para Cabo Frio, no Rio de Janeiro, onde também comemoraria seu aniversário.

"Ele estava com viagem marcada para o dia 24, com o objetivo de comemorar seu aniversário e as festas de final de ano. Durante depoimento, ele revelou que os R$ 3 mil, que estavam em sua casa, seriam para gastos da viagem e que esse dinheiro era proveniente da venda dos produtos furtados”, ressaltou Angelini.

Além do dinheiro, a polícia apreendeu na casa do suspeito diversas ferramentas, lacres e tarjetas de placas de carros, dois notebooks, uma prancha de skyline inflável, um conjunto de instrumentos musicais avaliados em cerca de R$ 20 mil, um carro HB20, duas porções de maconha e duas balanças de precisão.

Leia mais:

Polícia Civil de Minas Gerais disponibiliza novo site para a população
Jovem morre após usar remédios encomendados pelo WhatsApp para abortar
Homem tenta furtar delegacia em Sete Lagoas, mas acaba preso