A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu nesta segunda-feira (23), um homem de 36 anos suspeito de ter matado a ex-companheira em Belo Horizonte e colocado fogo no corpo dela em Brumadinho, na Grande BH. O crime foi no fim de agosto.

O pedreiro foi preso em Itabirito, na Região Central de Minas, enquanto trabalhava numa obra. De acordo com as investigações, ele matou a ex, de 19 anos, com quem teve um relacionamento por quase três anos. Após se separar, a vítima foi morar com a família no bairro Betânia, na região Oeste da capital.

O homem tinha a chave da casa e teria matado a  jovem a facadas num momento em que ela estava sozinha. Ainda segundo a PC, no mesmo dia, o corpo foi levado para a zona rural de Brumadinho e incendiado.

A Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida localizou um corpo sem identificação carbonizado no Instituto Médico Legal (IML) e um exame da arcada dentária comprovou que era o corpo da mulher desaparecida. 

O suspeito chegou a enviar mensagens para família da jovem se passando por ela.

Leia mais:
Mulher é morta com nove facadas na Pampulha e marido é principal suspeito do crime
Homem é preso suspeito de matar companheira e esconder corpo dentro de tambor em Venda Nova
Homem esfaqueia a mulher no batizado do filho após copo cair e quebrar, em Betim
Feminicídio: mulher é morta a facadas no Sul de Minas e ex-companheiro é o principal suspeito