Um suspeito de homicídio foi preso nesta terça-feira (18) em Caratinga, na região do Vale do Rio Doce, durante a operação “Largado às Traças", realizada pela Polícia Civil. O crime foi no dia 11 de setembro e a vítima estaria tendo um caso com a namorada do autor.

As investigações apontaram que o suspeito e mais quatro adolescentes usaram as redes sociais da mulher para enganar a vítima e marcar um encontro num local conhecido como trevo da Lagoa Bonita. Assim que a vítima chegou foi imobilizada pelos adolescentes que, em seguida, colocaram um saco plástico na cabeça dela e a jogaram no interior de um carro. A vítima também teve as mãos e os pés amarrados.

Depois, foi humilhada e agredida com socos. “Ele (o homem assassinado) também foi obrigado a cantar para os autores músicas sertanejas, dentre elas, "Largado às Traças’’, contou o delegado Rodrigo Cavassoni. 

Ainda de acordo com a polícia, já no local onde o crime ocorreu, o homem torturado foi jogado para fora do veículo e agredido. Em seguida, foi enforcado com um golpe de mata leão e desmaiou. Neste momento, os suspeitos o atingiram com vários golpes de canivetes e ainda colocaram fogo no corpo e no veículo dele. 

O capacete, as abraçadeiras utilizadas para amarrá-lo, o isqueiro e o canivete utilizados no assassinato foram apreendidos. Os adolescentes já foram identificados.