Mais de 40 imóveis de um conjunto habitacional no bairro Citrolândia, em Betim, Região Metropolitana de Belo Horizonte, foram desocupados pela Polícia Civil de Minas Gerais. Segundo a corporação, uma organização criminosa havia expulsado as famílias de suas residências para usar os espaços para a realização de atividades ilegais.

De acordo com a corporação, 19 pessoas foram presas, entre elas, um homem de 41 anos acusado de ser o chefe da quadrilha e um jovem de 21 anos que seria o “matador” da organização. Nas ações também foram apreendidos cerca de 20 quilos de entorpecentes, principalmente maconha, diversos rádios comunicadores, cinco submetralhadoras e outros materiais.

A Polícia Civil ainda desmontou um laboratório de drogas que havia sido criado pela organização criminosa e ainda encontrou um apartamento ocupado apenas por cachorros, que também eram utilizados pelo grupo no tráfico.

De acordo com as investigações, pelos menos 20 homicídios, registrados na cidade de Betim, no primeiro semestre de 2018, têm relação com os crimes praticados por essa organização criminosa.