Três suspeitos de fazer parte de quadrilha especializada em roubo de cargas foram mortos em troca de tiros com a Polícia Militar na noite desta quinta-feira (20), em Ribeirão das Neves, da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Os militares chegaram até os criminosos após denúncia anônima e uma operação foi montada para cercar o endereço onde o trio estava escondido, no bairro Jardim Verona.

Segundo o major Lúcio Ferreira da Silva Neto, subcomandante do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam), a casa foi cercada, mas, assim que perceberam a presenta dos militares, os homens tentaram fugir pelos fundos do imóvel. Eles estavam armados e houve troca de tiros.

Os suspeitos, de 18 e 22 anos, e um terceiro que ainda não foi identidicado, foram baleados na ação e levados para o Hospital São Judas Tadeu, mas morreram ao dar entrada na unidade de saúde. Foram apreendidas três armas no local, sendo uma de fabricação turca de uso restrito e outra de calibre 9 mm.

“Eles são conhecidos no meio policial justamente por já terem cometido vários crimes como porte ilegal de arma de fogo, roubos e tráfico de drogas. Eles tinham mandado de prisão em aberto por roubo e foi verificado também que são comparsas de outros indivíduos que praticam roubo de carga e há o envolvimento deles em outros roubos, como de um carro de aplicativo no mês passado”, explica Silva Neto.

Na casa alugada pelos criminosos, onde ainda constava placa de "aluga-se", para não levantar suspeitas, havia um carro usado em assalto a posto de combustíveis em 19 de junho.

Ainda conforme a PM, os militares envolvidos no tiroteio estão sendo ouvidos no 40º BPM e um procedimento administrativo vai ser instaurado para apurar o caso. A Polícia Civil vai investigar a ocorrência de roubo de cargas.