A taxa de ocupação de leitos de enfermaria para pacientes com Covid em Belo Horizonte chegou a 70%, a um ponto percentual de atingir o nível de alerta vermelho ( a partir de 71%), aumentando a pressão pelo fechamento de todos os serviços não essenciais na capital. 

Para que a prefeitura adote medidas mais flexíveis ou severas de isolamento, são levados em conta três critérios: taxas de ocupação de UTIs, de enfermarias e velocidade de transmissão da doença.

Belo Horizonte já está em nível de alerta vermelho para a ocupação de UTIs, com 84% dos 282 leitos de terapia intensiva do SUS destinados a pacientes com Covid utilizados, segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) desta quarta-feira (24). Já a taxa de ocupação total dos leitos de UTI em BH (Covid e outras doenças) está em 88%.

Caso o nível de ocupação das enfermarias atinja 71%, dois dos indicadores observados estarão no vermelho, preenchendo o critério previsto pelo Comitê de Enfrentamento à Covid para a adoção de medidas mais rígidas de distanciamento social. A decisão sobre o nível de isolamento é anunciada às sextas-feiras pelo prefeito Alexande Kalil.

 

arte leitos bh

Ainda segundo a secretaria, a capital tem 4.772 casos confirmados da doença e 104 óbitos. Em Minas Gerais, a taxa de ocupação geral de leitos de UTI pelo SUS chegou a mais de 90%.