A taxa de transmissão do novo coronavírus, que voltou ao nível de alerta amarelo em Belo Horizonte, chegou a 1,01 nesta quarta-feira (14), o que significa que cada grupo de 100 pessoas transmite a Covid-19 a outras 101. Nessa terça (13), a taxa estava em 1.

Segundo especialistas caso a taxa, também conhecida como RT, fique acima de 1, é um indicativo de que a transmissão do vírus está acelerando na capital mineira.

Segundo o boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura, a ocupação de leitos de enfermaria para pacientes com a doença também subiu e alcançou 53,6%, ante 52,1% no dia anterior. 

Já a ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para casos mais graves de Covid-19 registrou uma ligeira queda, de 63,8% para 63,2%% e segue em alerta.

A cidade confirmou, até esta quarta, 248.099 casos de Covid-19. Destes, 237.005 são considerados recuperados e outros 5.093 permanecem em acompanhamento. No total, 6.001 pessoas morreram em decorrência da doença.

Até o momento, 1.265.756 pessoas foram vacinadas com a primeira dose em BH, o que corresponde a 55,07% da população total da cidade. Com as duas doses são 465.345 moradores imunizados, o equivalente a 20,7% da população. Outros 18.029 receberam a dose única da Janssen.

Reunião Comitê

O Comitê de Enfrentamento à Covid se reuniu nesta quarta para avaliar a possibilidade do retorno das aulas presenciais no Ensino Médio. Mas, em nota, o executivo informou que para o retorno desses alunos é necessário que o Matriciamento de Risco (MR) - o índice mede a incidência da Covid-19 a cada 100 mil habitantes e sua tendência, como taxa de mortalidade e pressão sobre o sistema de Saúde e que é usado como critério para reabertura ou fechamento das escolas - esteja pelo menos 81%, enquanto para os demais níveis de ensino é necessário um índice mínimo de 91%. A taxa atual está em 76%. 

"É preciso planejar o retorno de atividades presenciais, de forma gradual e segura, com base em evidências científicas", enfatizou a PBH.

Leia Mais:
CPI da Pandemia é prorrogada por mais 90 dias
Jornalista Hélio Fraga, ex-Hoje em Dia, morre em BH, vítima de Covid-19