Um taxista de 59 anos foi morto a facadas na noite de domingo (20), no bairro Caiçaras, na região Noroeste de Belo Horizonte. Já o táxi foi localizado cerca de uma hora depois no bairro Nova Esperança, na mesma região.

De acordo com informações levantadas pela Polícia Militar (PM), que socorreu a vítima para o hospital Odilon Behrens, o trabalhador possuia sete perfurações pelo corpo, sendo pescoço, ombro, faca e costas. No bolso da calça que ele usava, foi encontrado a chave de um veículo e R$ 78.

Um outro chamado de que veículo pálio de cor branca teria sido abandonado e, que a pessoa que o conduzia foi vista fugindo para um matagal, levou uma outra equipe de militares a comparecerem à rua Natal, altura do número 790, no Nova Esperança. Lá, o veículo foi localizado e, dentro dele, havia muito sangue e um documento que foi reconhecido como sendo da vítima da primeira ocorrência.

Posteriormente, o corpo foi reconhecido por alguns colegas de trabalho. O autor não foi identificado e não há indícios do paradeiro dele, e nem mesmo da motivação do crime.

A ocorrência foi encerrada na Delegacia do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran/MG).