Taxistas de Belo Horizonte fazem uma carreata em protesto contra o Uber na manhã desta quarta-feira (11). A categoria segue para a Câmara Municipal para pressionar vereadores a agilizar o processo de tramitação do projeto para regulamentar o funcionamento do Uber na capital mineira, conforme o Sindicato Intermunicipal dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários, Taxistas e Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens de Minas Gerais (Sindcar).

Após visita à Câmara, o movimento que começou no Mineirão às 7h da manhã,  segue também para a Cidade Administrativa, na Região Norte, onde pedirá mais rigor na punição do serviço clandestino, conta com cerca de 500 condutores, mas 2 mil motoristas são aguardados para participar do ato.

Por volta das 10h, a carreata causou retenção na saída da pista exclusiva da Antônio Carlos com Coronel Oscar Pascoal, na Pampulha. Até à câmara, o comboio passará pelo complexo de viadutos da Lagoinha e Avenida dos Andradas.

Além de Belo Horizonte, o ato ocorre em outras capitais brasileiras como São Paulo, Rio de Janeiro, e Brasília.