O Corpo de Bombeiros socorreu ao menos cinco pessoas ilhadas, na tarde deste domingo (28), pela forte chuva que atingiu Belo Horizonte. Foram registradas pelos militares ocorrências de desabamento de construções, quedas de árvores, residências inundadas, além de aparições de raios e granizos (veja vídeo abaixo) pela capital mineira. Apesar dos transtornos, nenhuma pessoa ficou ferida, conforme os bombeiros.

Na Vila Copacabana, na região de Venda Nova, três pessoas ficaram ilhadas na própria residência. Situação parecida enfrentada por uma pessoa no bairro Trevo, na região da Pampulha, próximo à Toca da Raposa (Centro de Treinamento do Cruzeiro) e outra no bairro São Geraldo, Leste de BH. Esta última ficou presa no terceiro andar da residência após o imóvel ter sido atingido por uma árvore.

 


Nos três casos, os bombeiros tiveram sucesso no salvamento e nenhuma das vítimas ficou ferida.

Também no bairro São Geraldo, a queda de outra árvore danificou residências e veículos. Os militares cortaram os galhos. Já no Cidade Nova, na região Leste da capital mineira, o muro desabou parcialmente. O receio dos moradores da região é de que a construção desabe completamente e atinja pedestres.

No bairro Santa Amélia, na Pampulha, ao menos duas ocorrências. O muro de uma escola teria desabado e colocado em risco moradores e imóveis, segundo solicitação à Defesa Civil.

Em outro ponto, uma residência ficou inundada. Na Vila Oeste, próximo do encontro entre o Anel Rodoviário e a Via Expressa, uma enxurrada misturada com lama saindo de um condomínio em construção preocupa os vizinhos (veja vídeo). A Defesa Civil se deslocou ao local para averiguar se há risco de desabamento, já que houve uma queda na última semana no mesmo local.

 

O Aeroporto da Pampulha e o Minas Shopping também sofreram com a chuva e tiveram pontos alagados. Às 18h, a Defesa Civil havia registrado o maior volume de precipitação na região da Pampulha (51,2 mm), seguida pela Nordeste (51 mm), Leste (47,4 mm), Noroeste (43,6 mm) e Oeste (40,6 mm). Já nas áreas Venda Nova (17,4 mm), Centro-Sul (4 mm), Barreiro (1,8 mm) e Norte (1,6 mm) pouco choveu.

Às 16h20, os córregos que atravessam Belo Horizonte apresentavam índice da capacidade alto, mas sem risco de transbordamento, segundo a Defesa Civil: Córrego Leitão (40%), Cachoeirinha (20%), Ressaca (68%) e Vilarinho (66%). O órgão, no entanto, pede para que a população evite as áreas de risco, já que o nível da água cresce rapidamente. A previsão é de pancadas de chuva rajadas em torno de 50 km/h até às 23h deste domingo.

No estádio Mineirão, onde Cruzeiro e América duelam pelo Campeonato Mineiro às 17h, as placas de publicidade foram derrubadas pelos ventos. O campo também recebeu pequenas pedras de granizo.

A reportagem não conseguiu falar com as assessorias do aeroporto e do shopping atingidos.

Atualizada às 21h30