A forte chuva que atinge a Região Metropolitana de Belo Horizonte já provoca inundações, interdições e alertas de risco de transbordamento de córregos em várias regiões. Um vídeo mostra a avenida Tereza Cristina tomada pela água. Além disso, militares atuam para salvar pessoas ilhadas em carros e motos em Contagem. Ainda há risco de transbordamento nas regiões dos córregos Ressaca e Coqueiros, na região da Pampulha; Cachoeirinha, na região Nordeste; e Ferrugem, no limite com Contagem. Em Venda Nova, a avenida Vilarinho está fechada diante do risco. 

Conforme a Defesa Civil de Belo Horizonte, em Venda Nova a população deve evitar a região das avenidas Abolição, C, Joaquim Pereira e Liege. Na região da Vilarinho também existem diversas vias que devem ser evitadas: Maria Vieira Barbosa, Elias Antônio Issa e a própria Vilarinho, bem como as ruas República Tcheca, Padre Pedro Pinto,  Maria Helena Felipe, Antuérpia, Alfredo S. Neves, Seis e Hyldeu S. Figueiredo. 

Ainda em Venda Nova, há risco de transbordamento dos córregos Brejo do Quaresma, Bezerra e Lagoinha. Por isso, deve-se evitar as praças Maria Vilas Boas e Geraldo Araújo e Silva e as ruas Batistina Andrade, Luzia Salomão e avenida Maria Vieira Barbosa, no bairro Mantiqueira. 

Segundo o órgão, a avenida Tereza Cristina, na divisa com Contagem,  precisou ser interditada por volta das 17h30 após agentes fazerem um monitoramento visual e constatarem que havia risco grande de transbordamento caso a chuva não desse uma trégua. Pouco depois, o corpo d'água transbordou. Por isso, os motoristas e moradores devem evitar o entorno da avenida, desde o cruzamento com a avenida Presidente Castelo Branco e até o Anel Rodoviário. 

TEREZA CRISTINA

 

Na avenida Francisco Firmo de Matos, no Eldorado, próximo à Unimed e ao Itaú Power Shopping, vários carros e motos ficaram ilhados. Segundo informações de motoristas passadas aos Bombeiros, o nível da água já está acima dos pneus. 

Confira o vídeo: 

 

 

Já no córrego Ferrugem, a atenção deve ser redobrada por aqueles que vivem ou passam pelas avenidas Palestina, do Canal, Sideral e Tereza Cristina (no bairro Cidade Industrial). Na regional Pampulha, a orientação da Defesa Civil é que se evite trafegar pela rua Jacques de Morais nos cruzamentos com a rua Real Madrid, e avenida Heráclito Mourão de Miranda (a avenida Atlântida) no cruzamento com a rua Tocantins. 

O ribeirão do Onça também está sob risco. Deve-se evitar a estrada Belo Horizonte, em Santa Luzia, e as ruas Antônio Ribeiro de Abreu (trecho até a ponte da MG-020), Carmópolis, Pintor Tarcila, Divino Espírito Santo, Capitão Duarte, Frei Luiz de Ravena, São Judas Tadeu, Etilândia, Juazeiro do Norte e Dona Ambrosina. 

Por fim, na região da avenida Bernardo Vasconcelos também apresenta riscos. Segundo o órgão, o córrego Cachoeirinha se encontra com um terço da calha, conforme equipe de observação de campo.