Os 170 celulares que foram recuperados após terem sido roubados ou furtados na 22ª Parada do Orgulho LGBT em Belo Horizonte, nesse domingo (14), poderão ser buscados pelos seus respectivos proprietários a partir da próxima quinta-feira (18), na 4ª Delegacia de Polícia Civil, que fica na rua Ouro Preto, 1.050, no Barro Preto. 

Segundo a Polícia Civil, o prazo é necessário para que os investigadores finalizem a conferência de todos os aparelhos. Para buscar o celular, é necessário levar ainda a nota fiscal ou caixa do aparelho onde conste o número IMEI para ser conferido no ato da restituição. A maioria dos celulares foram resetados. 

Até as 20h50 desse domingo, 18 pessoas haviam sido detidas suspeitas de integrarem uma quadrilha especializada em furtos de celulares e que estava agindo no meio da multidão de 250 mil pessoas durante a Parada LGBT. 

Leia mais:
Quadrilha de colombianos é presa com 127 celulares furtados na Parada LGBT de BH
Central de Bloqueio de Celulares já inutilizou 15 mil aparelhos furtados ou roubados em Minas