Duas pessoas ficaram feridas após um tiroteio na madrugada deste domingo (7) no interior do parque de exposições de Patrocínio, no Alto Paranaíba, onde acontecia a Festa Nacional do Café (Fenacafé) 2019, evento que tem entrada gratuita e que teve show do sertanejo Eduardo Costa nesse sábado (6). Um adolescente de 16 anos que seria o autor dos disparos acabou apreendido. 

Segundo informações da Polícia Militar (PM), o tiroteio aconteceu por volta das 2h40, sendo que um rapaz de 18 anos foi atingido no braço esquerdo e outro, de 26, levou um tiro no lado esquerdo da mandíbula. Após serem socorridas, as duas vítimas alegaram que não tinham nenhuma desavença e nem sabiam dizer quem seria o autor dos disparos. 

Entretanto, os militares fizeram vários levantamentos e descobriram que o adolescente seria o principal suspeito de ter atirado contra as pessoas que estavam no evento. Os policiais foram até a casa do menor, onde a mãe informou que ele saiu para a festa e não havia retornado ainda. Já na casa de um amigo, o suspeito avistou a chegada dos policias e tentou fugir, mas acabou contido. 

Após ser apreendido, o adolescente acabou confessando ter atirado e informou que um dos baleados, de 18 anos, seria o seu alvo. Ele justificou o ataque afirmando que a vítima estaria fazendo ameaças contra ele nas redes sociais por conta de desavenças antigas, sendo que ele só foi até o parque de exposições para tentar matá-lo. 

Questionado sobre a arma usada no crime, o adolescente afirmou que ela não seria dele e que, caso contasse a localização da mesma, ele poderia ter "problemas". A PM fez buscas para tentar localizar a arma, porém, ela ainda não foi encontrada. 

O menor apreendido foi levado para a Delegacia de Polícia Civil (PC), que investigará o crime. 

Moradores denunciam falta de segurança

Nas redes sociais, muitas pessoas questionaram a efetividade da revista que era feita na entrada do evento. "Não houve revista direito. Se sabiam que iria lotar, era o dia que tinha que ter mais segurança. Passamos com nossa filha, demos uns cinco passos e atiraram. Muita gente correu. Mas e aí, cadê o detector de armas? Quem defende é porque não teve que correr com criança", pontua uma pessoa que estaria no evento. 

"Os seguranças que estavam lá não valem um. Parece que têm preguiça de trabalhar, eu vi com os meus próprio olhos que eles não estavam revistando direito. Eles estão ali não é de graça não, para fazer um serviço mal feito", reclama outra. 

O Hoje em Dia tentou contato com a organização do evento, porém, até o momento ninguém foi localizado para comentar o ocorrido. 

Leia mais:
Troca de tiros no Santa Lúcia termina com adolescente baleado
PM acaba com baile funk clandestino na Serra e apreende carregador com munição de uso restrito
Homem é preso em Caratinga transportando 730 kg de maconha que iriam para BH