Na tarde desta terça-feira (2), os moradores de Brumadinho puderam voltar a acessar a avenida Alberto Flores, cujo trecho havia sido destruído pelo rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, ocorrido no dia 25 de janeiro. O acesso de veículos será liberado em sistema de pare e siga na ponte que está sendo instalada, de acordo com a Vale, que assumiu a recuperação da estrada.

A avenida é a principal via de ligação entre o Centro de Brumadinho e diversos distritos, como Parque da Cachoeira, Córrego do Feijão, Melo Franco, Marques, Aranha, Palhano, Córrego Ferreira e Casa Branca. O acesso chegou a ser liberado por meio de uma ponte provisória no dia 14 de fevereiro, mas teve de ser fechado novamente após fortes chuvas na região. 

Feita em estrutura mista (concreto e aço), a ponte que está sendo construída pela Vale tem 50 metros de extensão. Quando totalmente concluída, permitirá o tráfego de veículos em mão dupla e terá passeio para pedestres.

De acordo com a mineradora, também está sendo feita uma cortina de estacas-prancha perto da ponte de Alberto Flores. Além de proteger a estrada e contribuir com a retenção do rejeito, isso irá possibilitar a instalação de uma Estação de Tratamento de Água, cuja função será tratar a água do Córrego Ferro Carvão e devolvê-la limpa ao Rio Paraopeba.

Leia mais:
Cidades tentam vencer medo de barragens para salvar a Semana Santa
ANM diz que vai interditar barragens por problemas de estabilidade
Prefeitura de Mariana fecha acordo com a Vale e irá suspender decreto de calamidade financeira
Defensoria Pública inaugura sede em Brumadinho para atender moradores atingidos por tragédia