Três macacos-prego morreram na noite da última segunda-feira (24) dentro do zoológico de Belo Horizonte. Segundo a assessoria da Fundação Zoobotânica, os animais - sendo um macho, uma fêmea e um filhote de sexo indefinido - foram atacados por cachorros domésticos que invadiram o recinto conhecido como Ilha dos Macacos. 
 
Ainda conforme informações da Fundação, os animais foram encontrados por funcionários do zoológico na manhã de terça-feira (25). Além disso, o órgão já providenciou a transferência dos outros cinco macacos da mesma espécie para um recinto fechado. A Ilha dos Macacos é um local aberto onde vivem os animais, entretanto foi esvaziado até que profissionais da Fundação recolham os cachorros que estão circulando dentro do local. 
 
No ano passado, o gorila Idi Amin, que era o único representante da éspecie que vivia em cativeiro na América do Sul, faleceu no dia 7 de março. Ele tinha 38 anos e estava na Fundação Zoobotânica de BH desde 1975. Quase um ano, em 2 de fevereiro deste ano, a gorila Kifta, uma das “namoradas” de Idi, morreu aos 13 anos, vítima de edema pulmonar agudo e infecção intestinal.