Trabalhadores dos hospitais públicos da rede Fhemig vão realizar um protesto, com paralisação das atividades, nesta segunda-feira (5). A concentração dos servidores está marcada para 9h, em frente ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, na Região Hospitalar de Belo Horizonte.

Conforme o Sindicato dos Profissionais de Enfermagem, Auxiliar de Apoio da Saúde, Técnico Operacional da Saúde, Analista de Gestão e Assistência à Saúde (Sindpros), os servidores vão protestar contra o Governo do Estado, em razão de cortes nos salários. De acordo com o sindicato, a redução dos vencimentos, não reajustados há mais de dez anos, se repete pelo segundo mês consecutivo este ano. 

Os servidores exigem imediata alteração do decreto, publicado em janeiro último, que autoriza a redução dos salários, bem como o ressarcimento dos descontos indevidos já registrados nos contracheques.

A Fhemig informou, em nota, que os descontos processados na folha de pagamento dos servidores são aplicados de acordo com o que determina a legislação vigente, e que está dialogando com os demais órgãos estaduais para apresentar propostas que possam atender às reivindicações dos servidores.

Confira:

A Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais informa que os descontos processados na folha de pagamento dos servidores são aplicados de acordo com o que determina a legislação vigente. Nos casos citados será necessária uma verificação específica sobre a questão informada.

A Fhemig está dialogando com os demais órgãos do Governo de Minas para apresentar propostas que possam atender às reivindicações dos servidores. Da mesma forma, sempre esteve aberta ao diálogo com os representantes destes servidores. As pautas são apresentadas e dados os encaminhamentos cabíveis.

Leia mais:

Minas Gerais registra 120 vidas perdidas nas últimas 24 horas; total chega a 25.654 mortes

Intimado pelo STF, Kalil autoriza missas presenciais em BH, mas recorre de ordem federal na Justiça