Cerca de 300 vozes de 26 corais se apresentam na Cantata de Natal da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), na noite desta quarta-feira (4). O evento marca o início das comemorações natalinas em Belo Horizonte. 

O espetáculo é de graça e começa às 19 horas, no hall das Bandeiras do Palácio da Inconfidência, no bairro Santo Agostinho, na região Centro-Sul da capital.

O repertório vai contar com os clássicos da música erudita, canções populares e a novidade deste ano são canções de compositores mineiros, como “Paixão e Fé”, de Tavinho Moura e Fernando Brant, e “O Magnum Mysterium”, de João de Deus de Castro Lobo. Ao todo, serão apresentadas 14 músicas. Os coralistas serão acompanhados pela Orquestra de Câmara Opus, com participações especiais do cravista Antônio Carlos de Magalhães, do tenor Júlio César de Mendonça e das sopranos Clara Guzella e Emanuelle Cardoso. 

A regência será de Guilherme Bragança, do coral da Associação dos Servidores do Legislativo do Estado de Minas Gerais (Aslemg) e o repertório foi dividido em três blocos “Esperamos, como sempre, fazer uma boa apresentação, que emocione o público com nossas canções", afirmou Bragança.

Corais participantes

Canarinhos de Itabirito, Coral AABB-BH, Coral Acordos e Acordes (Sitraemg), Coral Ases-MG, Coral BDMG, Coral Campus em Canto (Núcleo de Música Coral da UFMG), Coral Cidade em Canto (servidores da Cidade Administrativa), Coral Contas & Cantos (Asscontas), Coral Copasa, Coral da Amagis, Coral da Gremig/Cemig e Coral do Ministério Público de Minas Gerais.
E ainda: Coral Encanto das Gerais OAB/CAA, Coral FioCantos de Minas (Fiocruz), Coral da Aslemg, Coral Imprensa-ABT, Coral Ipsemg, Coral Jovem Sesc, Coral Luís de Camões, Coral Magis Loyola, Coral Vozes da Liberdade (MPF/MG), Coral Vozes das Gerais (INSS/Receita Federal), Grupo Villa-Lobos e Vozes de Minas (Coral dos Correios).
 

Regentes

Alberto Gomes Benchimol, Arnon Oliveira, Cleude William, Cristina Bello, Daniel Rezende Lopes, Eliane Fajioli, Emanuelle Cardoso, Éric Lana, Felipe Magalhães, Flávia Campanha, Guilherme Bragança, Ingrid Hollerbach, Isabella Santos, Karina Haddad, Leonardo Cunha, Luiz Flávio dos Santos, Robson Lopes, Rodrigo Garcia, Sérgio Canedo e Vivian Assis.

Árvore de Natal

Como também já é tradição na Assembleia, a árvore de Natal será mais uma vez ornamentada com material reciclado. A estrutura será montada na Galeria de Arte do Palácio da Inconfidência e aberta a visitação entre os dias 2 de dezembro e 6 de janeiro de 2020.

O projeto foi concebido pelo artista plástico Léo Piló, em 2012, com o apoio da Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Material Reaproveitável de Belo Horizonte (Asmare). O tema da árvore de Natal é o encontro entre duas vocações do Estado: de um lado, as tradições de artes e ofícios e, de outro, a coleta seletiva dos catadores e sua oficina de transformação, em seu encontro com a arte.

A instalação tem sua base de construção em madeira de recuperação e tem seis faces com galhos. Na base, um banco que acolhe o tronco e seus galhos e, nos galhos, adereços alegóricos e objetos desenvolvidos com a utilização de diversas técnicas de reciclagem e reaproveitamento, uma alegoria das tradições artesanais e da cultura popular de todas as regiões do Estado.

Para decorar a árvore, foram confeccionadas miniaturas, de 20 a 30 cm, com técnicas diversas, usando tecido, alumínio, pet, papel, ferro e outros materiais reciclados. São figuras como namoradeiras, sinos e papagaios, entre outras do imaginário popular.