Uma das bandeiras da Virada Cultural de Belo Horizonte, a diversidade de gênero se fez presente na tarde deste domingo (21). A rua Guaicurus, no Centro da capital mineira, se tornou uma arena com a tradicional Gaymada. O evento reuniu o público LGBT para partidas de queimada. 

Além de torcida animada, as disputas foram acompanhadas por hits de sucesso de nomes da música pop como Pablo Vittar, Glória Groove e Beyonce. Manifestações políticas contra políticos da extrema-direita também foram registradas. Palavras de ordem contra a homofobia e o machismo também foram entoadas pelas animadoras de público e a juíza da Gaymada. 

As regras principais das partidas eram manter o clima amigável entre as competições e não jogar a bola forte nas colegas. “Vamos lembrar que não é uma disputa Lula x Bolsonaro”, disse a drag que ficou responsável pela arbitragem da Gaymada.

O vendedor Alan Malta, de 30 anos, foi com amigos à Gaymada. Ele conta que sempre prestigia a atração. “É divertido, irreverente, animado”, relatou.

Polêmica

Durante a Gaymada, o público rezou a oração de Nossa Senhora das Travestis. O momento estava na programação oficial da Virada Cultural e seria produzido pela Academia Transliterária. Entretanto, a interveção foi cancelada pelo prefeito Alexandre Kalil, na sexta-feira (19), após manifestação pública da Arquidiocese de Belo Horizonte. 

A entidade se mostrou incomodada com a intervenção e a classificou como um ato “criminoso”.  O cancelamento da atração foi feito pela conta de Kalil, no Twitter. “Sou católico, devoto de Santa Rita de Cássia. Fiquem tranquilos, ninguém vai agredir a religião de ninguém", afirmou o chefe do executivo. 

Professor de sociologia, Thales Santos, de 30 anos, não concordou com o cancelamento da Oração de Nossa Senhora das Travestis. “Isso mostrou que o discurso do Kalil na parada LGBT não foi verdadeiro. É uma demonstração de que a política está pautada por interesses financeiros e institucionais”, lamentou.

Leia mais:
Baile da Serra leva funk e passinho à Praça da Estação na Virada Cultural
Carrinhos de rolimã tomam conta de avenida de BH; veja vídeo
Loja para moradores de rua tem mais de 10 mil itens e faz sucesso na Virada Cultural de BH