Um rapaz de 26 anos que vendia drogas consideradas da mais alta qualidade para moradores de bairros de luxo de Nova Lima, na Grande BH, foi preso em flagrante pela Polícia Civil. De acordo com o delegado Windsor de Mattos Pereira, o homem era o elo entre traficantes do Aglomerado da Serra, na região Central da capital, com a alta sociedade.

A venda das drogas, entre elas maconha e haxixe, acontecia na casa do suspeito, em um condomínio fechado do Vila da Serra. O esquema foi descoberto pelos investigadores do Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico (Denarc) após denúncia anônima. Além do homem, um comparsa dele também foi detido.

Com os suspeitos, que comercializavam a droga em um box montado no estacionamento do condomínio, os policiais apreenderam 25 quilos de maconha - de alto poder de entorpecimento -, e balanças de precisão. "Juntou a comodidade com o lucro. O suspeito era o elo do aglomerado com os usuários do mais alto padrão, já que esses usuários têm medo de ir até o aglomerado", destacou o delegado Windsor de Mattos Pereira.

O policial explicou o traficante de luxo buscava a droga na Serra e, depois, esquematizava a venda pelo WhastApp. Como era morador do condomínio, tinha autorização para deixar que "conhecidos" entrarem no espaço fechado. Depois da prisão do suspeito, a polícia continuou a investigação e apreendeu mais cinco quilos de maconha no aglomerado da Serra.