Uma travesti de 41 anos foi morta com duas facadas no pescoço na madrugada desta segunda-feira (12), em Frutal, no Triângulo Mineiro. De acordo com duas testemunhas, o assassinato aconteceu após uma briga entre a vítima e o agressor que, antes de esfaqueá-la, teria dado socos e chutes nela quando já estava caída ao solo.

Suspeito e vítima teriam ido até um estabelecimento 24 horas para comprar cachaça. A travesti teria saído do local e o suspeito, em seguida. Dez minutos depois, os dois voltaram, mas discutindo.

O suspeito, de 22 anos, já teria praticado outros crimes anteriormente. Ele foi encontrado pela Polícia Militar pouco tempo depois do homicídio, escondido na casa da avó materna. Ele tinha manchas de sangue nas pernas e nos pés e portava uma faca de 20 centímetros, que pode ser a arma do crime.