Um menino de 14 anos contou que foi abusado sexualmente pelo treinador de uma escolinha de futebol em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, nesta terça-feira (10).

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima disse que pratica futebol em um centro de treinamentos no bairro Bom Retiro e nesta terça, durante o treino, ele teria sofrido um arranhão no joelho e que, após o jogo, o treinador, de 50 anos, teria feito um convite para que ele fosse até a casa dele para tratar a lesão.

Ainda segundo o garoto, assim que chegou ao local, o treinador teria pedido para ele deitar na cama de um dos quartos. Inicialmente, o homem aplicou um antisséptico e uma pomada na ferida. Mas, em seguida, teria tirado a roupa do garoto e começado a fazer carícias. Ele também teria tocado nas partes íntimas da vítima e passado o pênis nas pernas do adolescente. 

Durante o abuso, a vítima disse ainda que o treinador pediu para que ele relaxasse e ficasse com os olhos fechados. 

Conforme o relato do menino aos policiais, em determinado momento, o adolescente desconfiou das intenções do treinador e percebeu que se tratava de um abuso. O jovem então correu para sala e tentou ligar para a polícia, mas não teria conseguido completar a chamada.

Diante da reação, o homem então pediu para que ele não contasse a ninguém o que teria ocorrido e que tudo não tinha passado de uma brincadeira. O suspeito também ofereceu R$ 10,00 para a vítima.

Após colher o depoimento do menor, os militares foram até a casa onde os abusos teriam ocorrido, mas o autor não foi encontrado. Os militares fizeram buscas e o suspeito foi preso no campo de futebol onde trabalha.

No depoimento, ele confirmou que após o treino convidou o adolescente para ir até a casa dele, onde teria massageado as panturrilhas e coxas do adolescente e que durante o tratamento teria tocado, sem querer, no pênis do adolescente. Porém, negou os abusos.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Plantão de Betim, na Grande BH.