Um tremor natural de magnitude 1.4 na Escala Ricther foi registrado na noite dessa quinta-feira (31) em Montes Claros, no Norte de Minas, pelo Núcleo de Sismologia da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e consolidado pelo Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB).

De acordo com a instituição mineira, o abalo foi sentido às 22h01 e avaliado como de intensidade "bem leve". Apesar disso, a percepção foi mais evidente por se tratar do período noturno, quando o ambiente está mais calmo. 

No horário do tremor, a reação dos cães, que têm a audição mais apurada do que a dos humanos, também serviu como indicativo do fato. 

Nas redes sociais, moradores de Montes Claros relataram o pequeno terremoto. Veja algumas reações:


Registros em Montes Claros

O último registro de tremor em Montes Claros havia sido sentido em março de 2018. Segundo a Unimontes, os abalos na cidade têm como causa uma falha geológica de um a dois quilômetros de profundidade, próxima ao perímetro urbano, na região Norte de Montes Claros, envolvendo o bairro Vila Atlântida e o Parque Estadual da Lapa Grande.

Por essa razão, moradores dos bairros Ibituruna, Barcelona Parque, Jardim Panorama e Santos Reis notaram a agitação com mais certeza. 

Os dados da estação sismológica mantida pela Unimontes no Parque Estadual da Lapa Grande são enviados ao Observatório Sismológico da Universidade de Brasília para o cálculo final da magnitude do tremor, a partir da comparação com a apuração dos demais aparelhos mantidos pela UnB no Norte de Minas. 

Escala Ricther

Magnitude menor que 2: tremores captados apenas por sismógrafos;
Magnitude entre 2 e 4: impacto semelhante à passagem de um veículo grande e pesado;
Magnitude entre 4 e 6: quebra vidros, provoca rachaduras nas paredes e desloca móveis;
Magnitude entre 6 e 7: danos em edifícios e destruição de construções frágeis;
Magnitude entre 7 e 8: danos graves em edifícios e grandes rachaduras no solo;
Magnitude entre 8 e 9: destruição de pontes, viadutos e quase todas as construções;
Magnitude maior que 9: destruição total com ondulações visíveis.