O triatleta do Minas Tênis Clube Alexandre Lazzarotto, de 57 anos, morreu na manhã deste sábado (23) depois de ser atropelado por um ônibus em uma via interna da Cidade Administrativa, sede do Governo de Minas. O coletivo pertence à linha 642 (Estação Venda Nova/ Estação Vilarinho/Cidade Administrativa). No momento do acidente, ele participava de um treino da equipe recreativa de triathlon do clube. De acordo com a Polícia Militar, o motorista do veículo alegou não ter visto o atleta. A morte foi constatada ainda no local, segundo a corporação.

Em nota, o Minas Tênis Clube lamentou a morte da vítima, que deixa esposa e dois filhos. A mulher também é atleta do clube e integrante da equipe recreativa de corrida de rua. "O clube está acompanhando os procedimentos legais inerentes a essas situações, junto à Polícia Militar e Instituto Médico Legal", informou.

A Associação dos Treinadores de Minas Gerais (ATMG) também comentou o ocorrido. Segundo o presidente da entidade, Antônio Marcos Firmino da Silva, é necessário uma maior conscientização dos motoristas acerca dos ciclistas. "A conscientização é uma questão de valorização da vida. Por mais que esses motoristas estejam trabalhando, a rua é de todos. A Cidade Administrativa é uma lugar considerado seguro, desde que os motoristas andem a 30 km por hora e esse limite tem que ser respeitado", enfatizou.