Três homens foram presos por tráfico de drogas na manhã desta terça-feira (23), no quilômetro 141 da BR-364, em Campina Verde, no Triângulo Mineiro. O trio transportava 360 tabletes de maconha, em um total de 500 quilos da substância, em um veículo de passeio e receberia R$ 7 mil pelo trabalho ilícito. A droga vinha do Mato Grosso do Sul e seu destino final é desconhecido. 

De acordo com informações da Polícia Militar, os três indivíduos foram vistos em atitude suspeita no pátio de um posto de gasolina, por volta das 8h, na área urbana de Campina Verde. Ao serem abordados, os homens - de 26, 32, e 55 anos - relataram várias histórias, contraditórias entre si. O trio tinha passagens na polícia, mas não havia mandados de prisão em aberto. Por isso, foram liberados, mas monitorados pela PM. 

Após a abordagem da PM, um dos homens saiu, acompanhado, em alta velocidade em um GM Vectra no sentido à cidade de Iturama. Outro entrou em um hotel. Os militares se dividiram para averiguar os arredores e encontraram forte cheiro de maconha em um VW Gol estacionado. O suspeito que havia entrado no estabelecimento foi abordado e negou a propriedade do veículo. Porém, foram localizados documentos que comprovavam a posse do carro. 

Nesse momento, foi solicitado empenho da Polícia Militar Rodoviária para um bloqueio ao Vectra que saira em alta velocidade. 

Diante da confirmação de propriedade do Gol, o homem afirmou que pegou o automóvel já carregado com a droga, na cidade de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. No carro, havia 360 tabletes de maconha, em um total de 500 quilos da substância. O valor para o trabalho ilegal seria de R$ 7 mil.

O homem disse ainda desconhecer para onde a maconha seria levada e que somente saberia o destino final nesta terça-feira, pela manhã. Afirmou ainda que estava no hotel aguardando tal informação para prosseguir viagem. Ele foi preso; a carga ilícita e o veículo foram apreendidos. 

Perseguição policial

O suspeito que deixou o posto de gasolina em alta velocidade, em um Vectra, foi localizado em Honorópolis, a 60 km de Campina. O homem resistiu ao pedido de parada obrigatória, dado pela polícia, e iniciou fuga, com ultrapassagens ilegais em velocidade muito acima do permitido. Quilômetros à frente, no entanto, o motorista perdeu o controle do GM e capotou. 

O condutor e um passageiro deixaram o carro e fugiram à pé. Um deles, de 26 anos, foi alcançado; o outro, de 55, conseguiu escapar. O homem afirmou que estava em comboio com o Gol, mas não sabia que havia droga no porta-malas. Ele foi preso e o homem que fugiu pela mata não foi localizado. O Vectra foi apreendido.