A plataforma de transporte intermunicipal e interestadual Buser continua "Expressamente proibida" em Minas Gerais, informou, nesta sexta-feira (26), o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER/MG). 

De acordo com o órgão, não foi comunicada decisão judicial que autorize o transportepela empresa. Além disso, segundo o DEER, existe uma decisão da Justiça Federal negando a realização do transporte pretendido pela Buser. 

"A fiscalização do DEER/MG continuará agindo com todo o rigor para coibir qualquer modalidade de captação de passageiros que fuja aos regulamentos que norteiam o transporte regular concessionado ou por fretamento", afirmou, em nota.

O órgão também afirmou que qualquer forma de captação de passageiros feita por meio de aplicativos como Buser, incluindo redes sociais ou outros serão alvo de fiscalização.

"O DEER/MG reitera a orientação aos usuários do transporte que optem sempre pelo transporte regular e, no caso dos fretamentos, verifiquem se eles estão devidamente autorizados a cumprir a rota contratada. Nenhuma empresa de fretamento está autorizada a fazer viagens com características de transporte público", finalizou. 

A Buser foi procurada para posicionar-se sobre o assunto e a reportagem aguarda retorno. 

Leia mais:
'Uber do ônibus' quer atrair novos passageiros com viagem de BH para o Rio e outras 6 cidades a R$10