A  Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) decidiu pela adesão integral ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), para o ingresso dos alunos nos cursos de graduação da instituição na modalidade presencial.

Com isso, as turmas para início no primeiro semestre de 2020 terão como porta de entrada somente o Enem. Nos últimos anos, o processo seletivo foi com 50% das vagas e outros 50% por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Por ano, a universidade oferece 6 mil vagas em 115 cursos de graduação em 16 cidades de Minas Gerais: Belo Horizonte, Abaeté, Barbacena, Campanha, Carangola, Cláudio, Diamantina, Divinópolis, Frutal, Ibirité, Ituiutaba, João Monlevade, Leopoldina, Passos, Poços de Caldas e Ubá.

E a partir de agora os candidatos devem ficar atentos ao cronograma divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela elaboração e realização do Enem. 

Dentre as políticas que ainda serão regulamentadas está a distribuição das vagas pelo sistema de cotas, já implementada pela universidade. Nas últimas edições, a Uemg destinou metade das vagas para negros, indígenas, egressos de escola pública e pessoas com deficiência.

*Com Agência Minas