Um equipamento portátil capaz de realizar o diagnóstico rápido de doenças foi desenvolvido por pesquisadores do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) e do Departamento de Física do Instituto de Ciências Exatas (ICEx), da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

No momento, a tecnologia - que utiliza nanossensores para identificar patógenos em amostras - já é empregada pela Escola de Veterinária na identificação de leucemia em gatos. Conforme a instituição, os biossensores do equipamento foram criados com o uso da nanotecnologia.

"Nanobastões de ouro são colocados em uma solução, e neles é aplicada uma molécula – o antígeno de uma doença, por exemplo. Quando entra em contato com moléculas de diagnóstico (presentes nas amostras de sangue, urina ou saliva, por exemplo), o dispositivo é capaz de detectar se houve um aumento do tamanho do nanobastão. Esse aumento significaria, nesse caso, que o anticorpo da doença se conectou ao antígeno, revelando um resultado positivo", explica a universidade. 

Até então, na escola de veterinária da UFMG, o professor Jenner Reis e a equipe do laboratório de retroviroses fazem o diagnóstico do vírus da leucemia felina por meio de um material importado, o que eleva o custo do exame. "Com a plataforma desenvolvida na UFMG, baseada em tecnologia nacional, o custo é menor e o resultado, mais rápido e eficiente", diz Reis.

O professor do ICB e que também foi um dos coordenadores de estudo, Ary Corrêa, diz que a nova tecnologia facilita o processo de diagnóstico porque pode ser facilmente transportada e dispensa a presença de um laboratório.

Ainda de acordo com a universidade, os resultados podem, ainda, ser compartilhados por rede, uma vez que a tecnologia é controlada manualmente por um aplicativo instalado em smartphones.

Leia mais:
Universidades mineiras perdem 65% das bolsas de pesquisa após bloqueio de verba
Remédio que previne HIV em adultos será testado em jovens na UFMG
Aplicativo desenvolvido na UFMG ajuda jovem a controlar doença falciforme
Estudantes da UFMG criam Instagram para divulgar pesquisas e trabalhos científicos da universidade